Poemas que marcaram a minha vida...

domingo, 12 de julho de 2009

Poema sobre a recusa


(imagem retirada da Net)

Como é possível perder-te
sem nunca te ter achado
nem na polpa dos meus dedos
se ter formado o afago
sem termos sido a cidade
nem termos rasgado pedras
sem descobrirmos a cor
nem o interior da erva.

Como é possível perder-te
sem nunca te ter achado
minha raiva de ternura
meu ódio de conhecer-te
minha alegria profunda.


Maria Teresa Horta

3 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Gosto da poetisa e deste poema.
Querida amiga, as tuas escolhas são sempre magníficas, incluindo as fotos.
Beijo.

Alexandra disse...

Sempre tão gentil, meu querido Nilson...

Um beijo.

A partir de uma palavra disse...

Essas perguntas em relação ao amor e ao amado... só a poesia pra tentar esclarecer! Gosto muito do seu jeito de escrever. Vc também tem crônicas? Gostaria de ver, pois também gosto muito desse gênero. Quando visitar o meu blog, leia as minha crônicas. Adoraria saber sua opinião. Até mais..te visitarem sempre. Parabéns pelas poesias. Bruno Rodrigo.