Poemas que marcaram a minha vida...

sábado, 7 de março de 2009

Sete Luas



Há noites que são feitas dos meus braços
e um silêncio comum às violetas
e há sete luas que são sete traços
de sete noites que nunca foram feitas

Há noites que levamos à cintura
como um cinto de grandes borboletas.
E um risco a sangue na nossa carne escura
duma espada à bainha de um cometa.

Há noites que nos deixam para trás
enrolados no nosso desencanto
e cisnes brancos que só são iguais
à mais longínqua onda de seu canto.

Há noites que nos levam para onde
o fantasma de nós fica mais perto:
e é sempre a nossa voz que nos responde
e só o nosso nome estava certo.

Natália Correia

2 comentários:

A.S. disse...

Permito-me acrescentar:


Há noites feitas de suspiros e abraços
Onde o sonho tantas vezes acontece
Ao ritmo de inquietos corações
Que acordam sós quando amanhece...


Um beijo...

Alexandra disse...

Obrigada, A.S., pelo belo contributo dado ao "meu" cantinho.

Um beijo.